Francisco Pinto
Ínicio CV Portfolio Contactos
The Golem 2.0, 2018, Francisco Pinto, Video Digital, Som Stereo, 3'43'', Dimensões variáveis A obra “El Golem 2.0” de Francisco Pinto reflete sobre a íntima relação entre o homem e a tecnologia, como também sobre consecutivo sentimento de ansiedade associado ao grande desenvolvimento tecnológico e à criação dos muitos engenhos que marcam presença assídua dentro das várias esferas da nossa vida. Segundo esta reflexão, a técnica afirma-se como a criação definidora da humanidade, conquistando progressivamente uma tal importância e autonomia que lhe faz inclusivamente aparentar a tomada do controlo sobre o seu criador. De acordo com este enquadramento, a obra que Francisco Pinto nos apresenta, expressa um olhar duplo sobre a máquina e o ecrã pela exploração enérgica da estética do digital e do glich, acompanhando a declamação mecânica do poema “El Golem” de Jorge Luís Borges. A angústia da criação que encontramos em “El Golem 2.0” é, pois, aquela que surge do estranhamento e da alienação entre criação e criador, conhecendo metáfora na lenda judaica que lhe empresta o título e aponta para a tecnologia e para o digital como espaço das novas profecias. //Andreia César Esta obra foi exposta no ciclo de cinema VIDEO LUCEM, como parte do Momento Zero, em parceria com o Museu Zer0 no dia 23 de Fevereiro de 2019 em S. Brás de Alportel,
www.000webhost.com